350-018 - C4040-250 - 810-403 - 810-401 - 810-403 - 810-401 - 70-486 - 200-310 - 300-101 - 300-101 - 400-201 - 70-347 - ADM-201 - 300-208 - ADM-201 - 300-208 - EX200 - 400-051 - 70-461 - 400-051 - 70-461 - MB2-707 - 300-070 - 200-120 - 200-120 - 300-320 - 300-115 - 400-101 - 70-346 - 70-346 - 70-480 - 300-075 - 210-060 - SY0-401 - 210-060 - SY0-401 - M70-201 - HP0-S41 - 100-101 - HP0-S41 - 100-101 - MB2-702 - 101 - 70-488 - 101 - 70-488 - MB2-701 - CISSP - 640-554 - 640-554 - AWS-SysOps - N10-006 - CCD-410 - 210-260 - CCD-410 - 210-260 - MB5-705 - 70-483 - 70-486 - 200-310 - 300-101 - 400-201 - 400-201 - 70-347 - ADM-201 - 300-208 - EX200 - EX200 - 400-051 - 70-461 - MB2-707 - 300-070 - 300-070 - 200-120 - 300-320 - 300-115 - 400-101 - 70-346 - 70-480 - 300-075 - 210-060 - SY0-401 - M70-201 - SY0-401 - M70-201 - HP0-S41 - 100-101 - MB2-702 - MB2-702 - 101 - 70-488 - MB2-701 - CISSP - HP0-S41 - 100-101 - MB2-702 - 101 - 70-488 - 640-554 - AWS-SysOps - N10-006 - CCD-410 - 210-260 - MB5-705 - 70-483 - MB2-701 CISSP 640-554 AWS-SysOps N10-006 CCD-410 210-260 MB5-705 70-483
Aeroporto à prova de chuvas e tempestades Aeroporto à prova de chuvas e tempestades

Aeroporto à prova de chuvas e tempestades

Aeroporto Rio chuvas tempestades
Post por: 22/08/2017 0 comentários 42 views
Compartilhe com amigos.

Problemas meteorológicos chegaram a transferir 310 pousos para o RIOgaleão em 2017

Nem os nevoeiros nem as águas de agosto seguram o Tom Jobim. O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro tem enfrentado bem as adversidades climáticas e se mantido em funcionamento mesmo diante das intempéries. Tanto que, ao longo do ano, tornou-se a opção segura para mais de 310 pousos, transferidos do Aeroporto Santos Dumont (RJ) e de outros aeroportos afetados por problemas meteorológicos.

O RIOgaleão vem operado normalmente para poucos e decolagens, em meio a chuvas e nevoeiro, em função dos sistemas de auxílio à navegação aérea que permitem operações em condições climáticas adversas, garantindo orientação e segurança aos pilotos para a aproximação da pista, ainda que com a visibilidade reduzida.

Alguns desses sistemas são o Instrument Landing System-ILS (Sistema de Pouso por Instrumento) e o Approach Landing System-ALS (Sistema de Aproximação por Instrumento). O ILS possui sistemas eletrônicos que permitem a comunicação entre as aeronaves e os equipamentos que ficam instalados no aeroporto. Em 2014, a concessionária que administra o RIOgaleão investiu R$ 4 milhões na reconstrução do ALS – sistema de luzes que auxilia a visibilidade das pistas mesmo à grande distância.

Maior pista de pouso e decolagem do país

O RIOgaleão possui duas pistas, o que permite pousos e decolagens simultâneos e aumenta a capacidade de operação. A mais longa do Brasil tem 4.000 metros de extensão. A segunda possui 3.180 metros. Outro fator que contribui para o funcionamento do aeroporto, praticamente, o ano todo é a sua localização geográfica em área plana, afastado de montanhas e paredões de pedra.

 

As informações sobre pacotes, preços e tarifas, aqui, contidos são de inteira responsabilidade das empresas e estão sujeitos à alteração sem aviso prévio.

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Quer receber nossa newsletter?

Digite seus dados e fique por dentro de tudo o que acontece no trade