350-018 - C4040-250 - 810-403 - 810-401 - 810-403 - 810-401 - 70-486 - 200-310 - 300-101 - 300-101 - 400-201 - 70-347 - ADM-201 - 300-208 - ADM-201 - 300-208 - EX200 - 400-051 - 70-461 - 400-051 - 70-461 - MB2-707 - 300-070 - 200-120 - 200-120 - 300-320 - 300-115 - 400-101 - 70-346 - 70-346 - 70-480 - 300-075 - 210-060 - SY0-401 - 210-060 - SY0-401 - M70-201 - HP0-S41 - 100-101 - HP0-S41 - 100-101 - MB2-702 - 101 - 70-488 - 101 - 70-488 - MB2-701 - CISSP - 640-554 - 640-554 - AWS-SysOps - N10-006 - CCD-410 - 210-260 - CCD-410 - 210-260 - MB5-705 - 70-483 - 70-486 - 200-310 - 300-101 - 400-201 - 400-201 - 70-347 - ADM-201 - 300-208 - EX200 - EX200 - 400-051 - 70-461 - MB2-707 - 300-070 - 300-070 - 200-120 - 300-320 - 300-115 - 400-101 - 70-346 - 70-480 - 300-075 - 210-060 - SY0-401 - M70-201 - SY0-401 - M70-201 - HP0-S41 - 100-101 - MB2-702 - MB2-702 - 101 - 70-488 - MB2-701 - CISSP - HP0-S41 - 100-101 - MB2-702 - 101 - 70-488 - 640-554 - AWS-SysOps - N10-006 - CCD-410 - 210-260 - MB5-705 - 70-483 - MB2-701 CISSP 640-554 AWS-SysOps N10-006 CCD-410 210-260 MB5-705 70-483
Por um Rio melhor, com Fernando Blower do SindRio Por um Rio melhor, com Fernando Blower do SindRio

Por um Rio melhor, com Fernando Blower do SindRio

fernando-blower-sindrio
Post por: 28/12/2018 0 comentários 216 views
Compartilhe com amigos.

 

 “Estão entre os pleitos importantes: redução do ICMS, apoio governamental em eventos turísticos e de gastronomia e atenção especial à área de segurança, com combate à informalidade e manutenção do programa Seguranças.”

 

Artigo: Fernando Blower

 

Os efeitos da crise econômica atingiram em cheio a cidade do Rio de Janeiro e seus reflexos continuam sendo sentidos em todos os segmentos, inclusive e principalmente, no de bares e restaurantes. Além dos impactos da recessão, o Rio, em 2018, sofreu com a falta de segurança, que ocasionou uma baixa na circulação de pessoas nas ruas, e com a vigência de novas leis, como a do Canudo, que acabaram onerando mais os estabelecimentos.

Em relação à crise, os dados comprovam que os efeitos foram agressivos, em especial até agosto. Um levantamento do SindRio mostra que, neste mês, foram criados no país 1.426 novos empregos no setor. Mesmo apresentando um resultado aparentemente positivo, em 2018, o segmento fechou 13.838 postos de trabalhos no Brasil. O Rio de Janeiro despontou como a capital que mais perdeu vagas em bares e restaurantes no país. Ainda em agosto, foram 185 empregos perdidos, somando 1.774 vagas encerradas este ano.

Apesar dos números preocupantes, uma luz no fim do túnel surge em setembro, já que o levantamento aponta dados mais positivos: foram criados no país 6.148 novos postos de trabalho no setor. Com isso, o total de vagas perdidas no Brasil passou para 7.116. Já o Rio de Janeiro gerou 554 empregos formais, sendo a segunda capital que mais se destacou nesta área no segmento. Esse foi o melhor resultado para a cidade em 2018, que perdeu 1.146 vagas de emprego. E outubro deu seguimento a isso: no país, foram 5.165 novos empregos no segmento, sendo 237 no Rio.

A boa notícia pode ser resultado da empolgação com as festas de fim de ano, já que, tradicionalmente, o segmento costuma aumentar o número de contratações em razão da alta temporada. Outros dados dão mais um respiro: só em 2018, bares e restaurantes geraram R$ 9 bilhões de receita para a cidade do Rio e vão gerar no futuro R$ 15 bilhões para o estado. O segmento gerou 110 mil empregos diretos no município e continua como o maior empregador de jovens de 18 a 24 anos. Além disso, o setor carioca teve chefs premiados no Guia Michelin e alguns deles entraram na lista dos 100 melhores do mundo.

O ano que se passou também foi tempo de ajustes internos e externos. O SindRio fez reformulações, estabeleceu novas parcerias, alavancou serviços. Entre os exemplos, estão o departamento jurídico que ganhou mais força e a criação do Programa Gestão & Carreira, que pretende aprimorar a capacitação de gestores e funcionários. O sindicato ainda tem buscado ampliar o diálogo com representações políticas e ser ouvido em decisões estratégicas, até por que há pleitos importantes que perpassam o setor. A redução do ICMS, o apoio governamental em eventos turísticos e de gastronomia e uma atenção especial à área de segurança, com combate à informalidade e manutenção do programa Segurança Presente, estão entre eles.

Entendemos que, se cada um fizer sua parte e atuar em conjunto, o Rio e nosso segmento poderão ter resultados melhores. Acreditamos no potencial da cidade e que podemos, sim, receber mais turistas.

 

 

Fernando Blower é presidente do Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (SindRio)

 

As informações sobre pacotes, preços e tarifas, aqui, contidos são de inteira responsabilidade das empresas e estão sujeitos à alteração sem aviso prévio.

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Quer receber nossa newsletter?

Digite seus dados e fique por dentro de tudo o que acontece no trade